O décimo quarto

Este é o décimo quarto post deste blog em quase um mês, o que dá quase uma média de 1 a cada dois dias. Acho que é um bom começo para um blog iniciante.

Tenho muito a dizer, mas acho que estou em uma fase bastante calma da minha vida. É impressionante como é mais fácil arrancar nossas lamentações e dúvidas sobre o distúrbio quando estamos depressivos, não é?

Eu não estou depressiva. Não estou eufórica. Estou normal e controlada.

Vejo que mesmo em minha fase normal, carrego comigo a angústia de portadora. É impossível eu passar o dia inteiro sem lembrar que isto existe, que isto está dentro de mim. Sinto culpa por ter machucado pessoas que não estão mais na minha vida. Sinto ódio por não ter machucado pessoas que mereciam o meu desprezo. Tenho muitos sentimentos, muitos pensamentos.

E o beber para esquecer? Faço. Mas não com frequência. Todos sabem do perigo da combinação remédios + alcool. Eu não acreditava nele, até sentir alguns efeitos colaterais bastante indesejados: chapar demais, dormir demais, tremer demais… Não recomendo.

Para a merda com a terapia: não está me ajudando em nada a eliminar estes pensamentos.

O que eu deveria fazer?

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: